10 de julho de 2007

Respostas do Herman!

Bom dia!!!Venerado, ilustre, sinto-me tão pouco original nos adjectivos que acho que é melhor ficar por aqui, e simplesmente começar por bom dia senhor Herman,gostaria de lhe perguntar se é possível adquirir o guião desse majestoso e para mim o "creme de la creme" dos seus pogramas chamado Crime na Pensão Estrelinha que revisito vezes sem conta na minha cópia adquirida com algum sofrimento ( sim porque eles lá no canal público não ma queriam vender) e que me mostra o melhor do Herman. E já agora um desafio: sem desprimor para as PRODUÇÕES FICTICIAS para quando um pograma ESCRITO a 90% pelo Herman... pense nisso... um grande abraço deste seu fã. Gonçalo

Caro Gonçalo, também eu gosto muito do “Crime na Pensão Estrelinha”, será talvez o mais pessoal e mais abrangente dos meus programas. Ele foi escrito aproveitando e reciclando dois anos de crónicas diárias na TSF, com a brilhante ajuda da Rosa Lobato de Faria que adaptou as canções que estavam na berra na altura. Hoje em dia, seria incapaz de escrever uma série sozinho. Um guião para um filme, para uma comédia talvez, mas nunca uma série. O trabalho dos meus camaradas das Produções é notável e duríssimo. É tão fácil usá-los como bode expiatório das desgraças, mas tão injusto…

Olá Herman! É um prazer saber que lhe estou a escrever, e que ainda por cima vou obter uma resposta. É um bocado surreal! Lol. Antes da pergunta, só lhe quero dar os parabéns, ainda não sou muito fã do Hora H, mas vejo nele um imenso potencial, e acima de tudo muito trabalho e dedicação, só por isso me merece atenção e todo o respeito. E agora a perguntinha, tem guardado material de todos os seus trabalhos, cd´s, cassetes, dvd´s, etc.? Dá valor a isso? É que através do blog tenho-me deliciado com coisas que já nem me lembrava, é o Herman que arranja tudo? Se sim, OBRIGADO! E continue o fantástico trabalho! Jinhos, Sofia.

Cara Sofia, não sou muito de guardar material, mas delicio-me a matar saudades do meu passado com o impressionante espólio que a Joana reuniu neste blog. Quanto ao Hora H, não vai ser fácil impor o modelo nem a linguagem humorística, com horários de exibição tão tardios e tão flutuantes… Muitas vezes dou por mim a pensar, o que seria dos Gato a irem para o ar às 00 30 de segunda feira depois de 15 minutos de intervalo, colados a uma “Amazónia” com 13% de share… Imagino que miariam muito mais baixo apesar do seu enorme talento… Porventura talvez tenha de aceitar uma realidade incontornável: experimentalismo e privadas não rimam. Não é por acaso que na pátria do melhor humor do mundo, esse papel tem cabido ao canal público BBC.

Heloy! Qual dos seus programas mais gozo lhe deu fazer? E se lhe desse dinheiro ilimitado o que ainda sonhava fazer em termos de televisão ou cinema quem sabe?! Seja extravangante e abuse! : ) Cumprimentos, Helder.

Eu adoro o programa que estou a fazer – mesmo. Mas Hélder, se tivesse todo o dinheiro do mundo, pegava numa equipa de técnicos e actores com boa onda, alugava um Boeing, e ia filmar por esse mundo fora. Quem sabe um gozo de época à História de Portugal. Sem prazos, nem limitações orçamentais.

Boa Noite. A minha pergunta é básica, mas talvez um pouco difícil de se concretizar. À largos anos, nem sei precisar quantos, um dos programas de Fim de Ano foi o “Crime na Pensão Estrelinha”, talvez um dos programas de entretenimento que mais me fez rir, e que felizmente matei algumas saudades no seu blog. Mas gostava muito, muito, muito de ter um dvd original deste maravilhoso “medicamento anti-stress”. Será que a RTP fez alguma edição ou temos de infringir a lei e tentar “sacá-lo” da internet? ( isto é, se existir…) . O meu desejo era realmente obter uma cópia original do “Crime”, bem como do Tal Canal, onde deleito os olhos na RTP Memória. Sem mais demoras me despeço. Com os melhores cumprimentos, Dinamene Rebelo

Cara Dinamene, é bem possível que a RTP acabe mais tarde ou mais cedo por passar esses programas para edições DVD. Tudo dependerá também da minha situação contratual em 2008. Imagino que o facto de ser exclusivo SIC, não deixe a administração da RTP muito à vontade para fazes esses lançamentos.

Herman. Numa fase, penso que ainda n'O Tal Canal, o Estebes tinha uma lâmpada censora que acendia quando ele dizia algo considerado "pela administração" inapropriado (profético!) e só se apagava quando ele a apaziguava, lembras-te? Numa dessas situações, para a lâmpada apagar o texto era "estaba a brincar, era humor, humor inglês, do norte, que é o melhor". Ora no norte de Inglaterra fica a Cantuária. E assim nasceu o Arcebispo de Cantuária, que aos 39 anos ainda é capaz de sonhar e não se resignar. Tu tens esta noção de como tocaste, influenciaste, mudaste e, no meu caso, melhoraste a vida de algumas, muitas pessoas, por vezes por pequenos detalhes como este?“Arcebispo de Cantuária”.Joao Sá

Sabes o que é mais grave arcebispo ? É ter percebido que essa lâmpada existe muito para além da cabeça das administrações mais conservadoras. Ela faz parte do espírito português. A inquisição deixou bons frutos em Portugal, e não herdamos dos espanhóis o optimismo e o salero. Realizamo-nos no fado, e esse implica a infelicidade e miséria para ser bem cantado. Se puderem ser as do vizinho do lado, melhor. Um dia, quando achar que devo, escrevo um livro a contar a minha experiência pessoal com as muitas lâmpadas vermelhas do sistema com que me cruzei, e que tentam ciclicamente calar-me de vez. Nem digo isto com mágoa, antes como um paciente que se habituou a viver numa democracia “look alike” infectada com uma doença crónica, que pelos vistos o poder político não tem como curar.

Olá Herman!
Tenho 42 anos e sou teu fã! Fã desde os tempos do Senhor Feliz e Senhor Contente! Foi para mim uma alegria imensa descobrir este cantinho, ao ínicio pensei que eras tu quem o fazia, depois percebi que é um querida fã tua com quem manténs uma relação de amizade, pelo menos foi o que me pareceu. Como tinha muita vontade de saber mais sobre ti, meti conversa com ela, tens ali uma defensora como nunca vi, fiquei espantado com os seus pequeninos 19 anos, como tu dirias, ninguém tem 19 anos, e eu tenho um filho quase com a idade dela, mas como ia a dizer, fiquei espantado com a sua frescura, inteligência, graça natural e a forma como se expressa e defende as suas ideias não parece nada da juventude a que estou habituado,é muito madura para idade. Achei mais curioso ainda ela ter conseguido a tua atenção e amizade, nunca pensei ver-te amigo de uma “miúda” de 19 anos! : ) É ela que tem alguma coisa de especial ou qualquer pessoa que o tente, tem a tua amizade ? Não é que o vá tentar (apesar de ser algo que adoraria, acho-te além de um genial artista, um pessoa como poucas) mas é mesmo pura curiosidade, assim darei uma dicas ao meu filho! Não sou loiro nem de olhos azuis como ela, mas um dia gostaria de te dar um abraço e agradecer por tudo! E aproveito mais uma vez por parabenizar a Joana por tudo o que referi acima, não te estragues com o passar dos anos, seria um crime!

Companheiro, sempre fui da opinião que a natureza às vezes tem maneiras muito próprias de organizar as coisas… Basta que tenhamos a inteligência de descobrir o nosso “descomplicador” e aprendamos a saber mantê-lo ligado !

HERRRMMMMAANNNN!
Nem acredito que achou a minha proposta maravilhosa. E pensa realmente juntar os seus fãs nesse tal show especial? E pensaria fazer isso para quando? Com cocktail e tudo, nem quero acreditar, podermos estar assim mesmo ao pé de si, a falar com calma. E oferecer os lucros à Sol é uma brilhante ideia, e está a pensar fazer esse encontro onde? Depois vai ser novamente a Joana a organizar o encontro como fez no Tivoli? É para saber com quem falo!:) Estou ao rubro nem acredito que considera a minha hipotese e que provavelmente se vai realizar! OBRIGADO! BEIJOS! Diana

Cara Diana, vamos estudar a hipótese. Não precisa de passar pelo Tivoli. Pode ser nos Bastidores do Café Café, onde fiz espectáculos todas as terças, até terem começado as rodagens do Hora H. Até 150 pessoas a coisa funciona… Lá mais para o Natal talvez ?


Heloy Herman!
Como está? Em primeiro lugar gostaria de agradecer à Joana, esta página é uma verdadeira delicia, fiquei viciado, não passa um dia que não venha visitar este verdadeiro hino Herman!:)
Agora a mensagem para o Herman:
É para mim uma imensa alegria saber que está a ler uma mensagem enviada por mim, queria antes de mais dizer que sempre foi uma inspiração para a minha (35anos) e outras gerações é claro. Também sei que tem tido na sua carreira altos e baixos, felizmente são bem maiores os momentos altos. Sinceramente houve uma altura do HermanSic, em que me era doloroso ver, por achar que o seu talento estava a ficar adormecido com tanto lixo televisivo. Felizmente voltou, e voltou em grande, por muitas críticas que façam ao Hora H ( e também sei que não começou da melhor forma, mas nestas coisas é sempre assim ) é um fantástico programa de humor, na minha opinião não fica em nada atrás dos seus antigos sucessos. Tem personagens deliciosas, só tenho pena de não ter o Monchique na sua equipa, é um actor e tanto, de resto acho que escolheu uma equipa de imenso talento! Por isso continue, contra ventos e marés, gatinhos com cio e freiras sonsas! Eu pelo menos cá estarei para o aplaudir e DE PÉ COMO AS ÁRVORES! Muitos anos de sucesso, talento, criatividade para nos continuar a deliciar por muitos e bons anos! Um abraço, Rafael.

Caro Rafael, obrigado pelas tuas palavras. Também acho que estamos a tornar o Hora H num produto bem “catita”… Quanto ao Joaquim, à Anabola, à Maria, talvez tivesse chegado a altura de seguirem outros caminhos. A rotina estava a sufocar-nos, e a tornar o processo criativo pouco interessante. O sangue novo veio trazer uma energia e uma convicção que nos faltavam.

Olá Herman!
É a Kika outra vez!
Como está a ser a sua semana em New York? Conte tudo?! : )
Sei que falar do que gosta é algo que faz com satisfação, e como para mim satisfação é ouvir/ler o que escrever, junto o útil ao agradável!

Cara Kika, foi genial. Estou de regresso. Fartei-me de ver peças. A que mais me marcou foi a “Grey Gardens”, um musical inteligente e dramático em que é recreada a história triste de uma tia da Jackeline Onassis que depois de conhecer o luxo e o glamour total, acaba na miséria com a sua filha, numa mansão em Hamptons de 28 divisões, entre lixo, fome, e 51 gatos ! De apertar o coração !

Caro Herman.Vou ser rápido e tentar ir directo ao assunto. Admiro o teu trabalho desde puto e sem dúvida que foste um grande marco cultural para todos nós, grande demais para o país, como muitas outras coisas que vamos tendo por cá.Vou te dizer que já não te vejo com olhos de ver na TV por uma simples razão, já não estás lá! Sinto isto porque te misturam ou te deixas misturar por formatos sombra de um passado que é um pilar fortí­ssimo no nosso Humor interior e falta sempre um "click" dessa tua equipa que te acompanha.Imagina um chinês lone-walker que vem de New-York para Portugal montar um restaurante on the road com imigrantes ilegais mexicanos, o que achas de te desligares um bocado de tudo e te ligares ao que gostas realmente e apimentares as nossas bocas com o teu Flavour único? Não faltam ideias a quem te admira!! :) João

Caro João, as coisas não são assim tão fáceis. Num mini mercado como o português, não somos nós que lançamos as cartas. Imagina um chinês lone-walker em Bagdad a tentar manter o restaurante aberto, entre bombas, carros amadilhados e franco tiradores escondidos atrás de prédios, e ficas mais perto da minha realidade… Para bom entendedor…

7 comentários:

Jorge Dias disse...

É uma verdadeira delicia ler as respostas do Meistre Herman aos seus inúmeros hermaniacos. Deste rol, destaco o comentário do Herman à hora em que vai o Hora H: “Quanto ao Hora H, não vai ser fácil impor o modelo nem a linguagem humorística, com horários de exibição tão tardios e tão flutuantes… “. Pois assim, de nada vale estar à espera de captar mais telespectadores. Porém, e felizmente, os conteúdos do programa não se deixam esmorecer com este horário horripilante. O Herman ainda refere que: “porventura talvez tenha de aceitar uma realidade incontornável: experimentalismo e privadas não rima “… é a consequência dum panorama televisivo demasiado concentrado em telenovelas.

E assim o Hora H é como se fosse um prato de omeletes (pois só dão este orçamento), mas com o requinte e o paladar de quem sabe confeccionar o prato mais saboroso do mundo. E para esse prato “utópico” o meistre sonha com “um gozo de época à História de Portugal”. E fez-me relembrar a “Batalha de Aljubarrota” do Herman na altura para o programa “Parabéns”… LOL

Anónimo disse...

Ganda Tanga, como se o GRANDE Herman tivesse tempo para responder a isto. bah!

Patrick disse...

lol
Acredita anónimo que ele dedica um pouco do seu tempo a fazê-lo!

Joana disse...

Pois Anonimo, não tenho de te provar nada, mas se algum dia encontrares o Herman pela rua, fala-lhe do blog e das respostas que ele dá aos fãs, aí irás ter as tuas certezas;)

Jorge Dias disse...

Joana...

Nem precisas de te preocupar nem te chatear com "bocas anónimas".

Os verdadeiros hermaniacos sabem com toda a certeza que as respostas são mesmo do Herman. Se houvesse algumas dúvidas... bastava ir aos espectaculos do Herman onde fez menção deste blog ou num ou outro artigo duma revista de TV.

Ganda Tanga... são os anónimos deste país. Ou por inveja ou por mesquinhez, nunca sabem valorizar os trabalhos dos outros.

Bah para o anónimo também!

IsabelCunha disse...

Oh anónimo... se não acreditas, não uses, mas não estragues a curtição dos outros.
Somos hermaniacos do coração e sabemos muito bem da veracidade das respostas do nosso mestre.
O Jorge é que tem razão: este país tá cheio de anónimos... nós precisamos é de gente assumida e com responsabilidade!
A Joana é fantástica a ter este trabalho todo e não merece que um anónimo qualquer venha para aqui mandar bocas.

hothot disse...

Great blog congratulations!come visit our site and see amazing free on line movies www.zigbr.com/videos/

my site is the best in the world
Visit the best free vids site on the net